Código: 791

Sobreviver e Resistir

Marca: Nova Letra Modelo: Livro


Por:
R$ 30,00

ou 2x de R$ 15,45 com juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Este trabalho teve por objetivo estudar as experiências de vida de africanas livres e escravizadas em Maceió durante o período de 1849 a 1888, evidenciando a luta por sobrevivência e resistência dessas mulheres que viveram a conjuntura dos últimos momentos da escravidão no Brasil. Deste modo, apresentamos como se configurava a cidade de Maceió na época em que se consolidava como novo polo demográfico-econômico da região alagoana. Com isto, adentramos no quotidiano da cidade com o intuito de vislumbrar a sociabilidade negra e a presença de mulheres na vida social.
Através de uma leitura a contrapelo dos documentos analisados, buscamos os fragmentos das vidas das escravizadas e africanas livres - adentrando na batalha diária destas mulheres em busca de suas sobrevivências e na luta contra a escravidão. A região alagoana foi palco de constante movimentação de navios negreiros vindos diretamente do continente africano ou de outras províncias, como Bahia e Pernambuco. A maioria dos africanos desembarcados eram levados à Maceió para prestar serviços domésticos, trabalhar em obras públicas ou realizar vendas pelas ruas como "escravizados de ganho". As mulheres negras realizavam várias tarefas, pois o mundo do trabalho feminino era amplo e envolvia muitos ofícios como lavar, engomar, cozinhar e vender quitutes, marcando o quotidiano da cidade de Maceió. Procuramos compreender quais eram as práticas exercidas pelas africanas livres e escravizadas para se emanciparem ou alforriarem, tendo assim uma parcela importante para a eclosão do fim do regime escravista no Brasil.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


skype: equipe.literaRUA