Código: 1145

O Boi-Bumbá Barbatão e o violeiro-encantado

Marca: Editora Areia Dourada

 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Da mesma forma que os negros escravizados, a lenda do Boi-Bumbá Barbatão, importado do norte da África, também chegou ao Brasil dentro de um navio negreiro. O causo desse boi reflete a configuração social no período da escravatura. A relação de poder entre os senhores fazendeiros, escravos e índios, bem como as crenças, superstições e o folclore. Enlaça a sátira, a comédia, a tragédia e o drama, demonstrando o contraste entre a fragilidade do homem e a força bruta de um boi Barbatão.
A escrava Catirina fica grávida e começa a ter desejos, e o seu maior desejo foi de comer a língua do boi mais precioso do Fazendeiro. O escravo Chico com medo de seu filho nascer com a cara de língua de boi, decide cortar a língua do animal e assar para a sua paixão Catirina comer. Diante da tristeza do Fazendeiro, e a vingança jurada pela morte do seu boi, os índios levam o pajé para solucionar a questão.

 

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
skype: equipe.literaRUA